A fim de ajudar as regiões a aplicar políticas de integração mais coerentes, o REGIN baseia-se nos conjuntos de indicadores de integração existentes:

  • Os Indicadores de Integração ‘Saragoça’ da UE que utilizam dados do Eurostat para monitorizar a situação dos migrantes, a fim de melhorar a comparabilidade entre os Estados-Membros da UE. Existem três objetivos políticos fundamentais para a utilização de indicadores de integração: compreensão dos contextos e dos resultados da integração, avaliação dos resultados das políticas, e inclusão da integração nas políticas gerais.
  • Da mesma forma, o Índice da Política de Integração de Migrantes (MIPEX), anteriormente produzido por dois dos parceiros do projeto, o CIDOB e o MPG, tornou-se uma ferramenta útil que mede as políticas de integração de migrantes em todos os Estados-Membros da UE e não só, em diferentes áreas políticas.

Como as políticas de integração também foram desenvolvidas a nível regional, este projeto visa adaptar o MIPEX às regiões. Estabelecendo se a quota-parte do mandato regional é suficientemente significativa para justificar uma comparação da UE, o projeto visa explorar até que ponto as políticas nacionais requerem uma ação regional para a sua implementação e quais são as políticas regionais cruciais dedicadas à integração dos migrantes.

Estes indicadores de políticas e de resultados devem ajudar as autoridades regionais a sustentar a elaboração de políticas baseadas em provas sobre integração e inclusão dos migrantes.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close